domingo, 30 de dezembro de 2018

Bashar al-Assad e Vladimir Putin


Trump Derrubado

A justiça americana anda atraz do presidente Donald Trump, por causa de ninharias sem importancia. O homem terá recebido informações dos russos durante a campanha, e pagou a prostitutas com quem teve relações para se calarem.

O facto é que os presidentes americanos, dum campo ou de outro, fazem constantemente coisas muito mais graves - guerras por exemplo - sem que nada lhes aconteça por isso. Geralmente, ha um entendimento tacito entre os partidos, que é o de não se castigar quem foi derrotado nas eleições pelo que fez no Poder.

Tambem se verifica que o Trump tem todos os meios de communicação montados contra elles, e mesmo as elites do seu partido (republicano), descontentes de o ver no poder.

Do lado dos Democratas, a tendencia é para a radicalização. Nas primarias do partido, na campanha presidencial, o candidato mais à Esquerda, Bernie Sander, recebeu o voto da juventude, o que demonstra a linha futura do partido. O partido Democrata é o partido "anti-": é contra a maioria tradicional, branca, christan e conservadora. O partido dos revoltados. O partido dos pretos que não gostam de brancos, de mulheres que não gostam de homens, de judeus e musulmanos que não gostam de christãos, de homossexuaes que não gostam de heterossexuaes, de hispanicos que não gostam de anglo-saxões, de empregados que não gostam dos patrões. E desses ressentimentos nasce a vontade de usar o poder e a lei para destruir.

A Direita, tambem ella, está mais radical. Apesar do presidente Trump ser simplesmente, na practica, conservador, é reaccionario na linguagem e na attitude. Não respeita o politicamente correcto, e é por isso que ganhou.

Se a justiça americana conseguir derrubar o Trump, e fechal-o na prisão, estar-se-á perante um caso sem precedentes na politica americana.

Se a Direita perder para uma Esquerda insensata, se se sentir desprotegida e incapaz de reconquistar o poder democraticamente, entrar-se-á num campeonato completamente novo. Sendo a America uma federação, talvez se assista a movimenos separatistas, ao nivel dos estados membros. Isso já acconteceu antes, e pode voltar a surgir.Talvez mesmo aconteçam eventos mais violentos.


Uma Espada

A posição dos christãos é paradoxal. Por um lado a sua fé ameniza a sua acção (amar e perdoar o proximo), por outro lado, se não houver um poder politico e militar que tome partido pela Egreja, com espirito de cruzada, esta será destruida por toda a parte.

É assim. É paradoxal, é incoherente mesmo, mas a christandade não devia ter pruridos em usar da força para se defender.

Mais valle ser um mau christão, do que não o ser de todo.

Christãos Anti-Christãos

Quando se vê as posições que o mundo occidental - de matriz christan - tomou nas ultimas decadas, a nivel de intervenções militares e diplomaticas, ha francamente razões de duvidar da sua sanidade.

Na Jugoslavia, tomou-se partido por islamistas - no Kosovo e na Bosnia - contra os Servios.

Na Costa do Marfim, tomou-se partido contra o sul do paiz, christão, governado pelo Laurent Gbagbo, e ajudou-se o norte musulmano a tomar o poder (Alassane Ouattara).

No Iraque, invadiu-se o paiz, desbandou-se as forças armadas, com o consequente rebentamento das tensões inter-religiosas, e permitindo o surgimento de jihadistas que se appressaram a limpar o sebo aos christãos.

Na Lybia, destruiu-se um governo estavel, rebentando-o pelas costuras tribaes, e permitindo o surgimento de grupos islamitas.

Na Syria, armou-se e apoiou-se rebeliões islamistas (Al-Qaeda, Daesh) e ethnicas (curdos), contra um governo estavel, legitimo, pacifico, que permitia a existencia da minoria christan.

Esta politica é completamente louca e immoral.

sábado, 29 de dezembro de 2018

Extremistas

O Systema retracta systematicamente os extremistas como um perigo. Mas se se investiga um pouco a historia dos duzentos ultimos annos, vê-se que foram os extremistas que fizeram a situação politica chegar aonde está. Os moderados de hoje são os filhos dos extremistas de ontem.

Na verdade, não é o extremismo em si que é condenavel. O extremismo pode ser bom ou mau. A moderação, bem vistas as coisas, é uma falta de convicções e de coherencia.

A Margem Democratica

A Democracia só funcciona em condições particulares: quando é um theatro ritual sem grandes consequencias para a sociedade. Ou seja, quando se vae alternando no Poder de quattro em quattro annos, e os vencedores respeitam os interesses e direitos essenciaes dos vencidos, não ha problema. Nestas condições, pode-se brincar à democracia.

O problema surge quando surgem forças radicaes à Esquerda da Esquerda centrista. Nestas circunstancias, a Esquerda moderada é obrigada, para governar, a alliar-se aos radicaes, e a attaccar fortemente a Direita. É nestas circunstancias que surgem guerras civis e golpes de Estado.

Medidas Drasticas

Portugal está a morrer, por falta de filhos. A problemas graves, medidas drasticas: tem que se prohibir o aborto, o divorcio, a pilula e o preservativo.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Os Meritos da Colonização

A Europa colonizou e conquistou practicamente o mundo inteiro. Este phenomeno é visto, no discurso dominante, como essencialmente negativo. É preciso pôr em perspectiva essa opinião.

Foi a colonização que pôs fim ao cannibalismo, à mutilação genital feminina, aos sacrificios humanos, ao incesto, à escravatura, ao infanticidio, ao casamento infantil, ao casamento forçado, ao homicidio das viuvas (na India). Foi ella que evangelizou o mundo (o que o tornou mais humano), e foi ella que protegeu as minorias christans da oppressão do Islão. Foi ella que expandiu aos quattro cantos do mundo a technologia, a sciencia, um grande leque de productos essenciaes, a medicina moderna. Foi ella que creou, especialmente em Africa negra, grandes cidades modernas, com electricidade, agua, exgottos e habitação comfortavel. Foi ella que creou Estados modernos, administrações efficientes. Foi ella que levou um sem fim de artesãos, trabalhadores, agricultores e investidores - tudo gente productiva - para o mundo inteiro.

Os europeus teem muito de que se orgulhar na colonização. Não precisam de pedir desculpas todos os dez dias. E teem que ter consciencia que os movimentos separatistas, descolonizadores, racistas, terroristas, communistas e anti-christãos que succederam ao dominio europeu nunca pediram desculpas pelos seus crimes, nem nunca o farão.

Os europeus não devem, qualquer que seja o mal ou o bem que os seus antepassados tenham feito pelo mundo, perder a vontade de luctar pelas suas terras, nomeadamente contra as migrações de massa e as investidas do Islão.

A quem se agacha muito, vê-se-lhe o cu.

Marcello Abdullah

O Presidente da Republica, Marcello Rebelo de Sousa, foi recentemente ao Egypto, a uma mesquita, dizer que o Islão sempre teve o seu logar na Europa. Será que tem noção do que está a dizer? Não tem noção que na Peninsula Iberica, na França, nos Balcãs e na Peninsula Italica, o Islão sempre se impôs pela guerra, e só a grande custo, e com violencia, foi repelido?

Que tal fazermos umas analogias?...

Benjamin Netanyahu: os anti-semitas teem todo o seu logar em Israel.
Agostinho Neto: os portuguezes são muito importantes para Angola.
General de Gaulle: os nazis teem um contributo importante a dar à França.

Dicto assim, soa um boccado esquisito, não é?

Marcello, que é o que ha de mais adaptado ao seu tempo que se possa imaginar, é incapaz de pôr em questão o discurso dominante. Se fosse pigmeu andava na floresta de arco e flecha, a comer insectos. Nem mesmo se um mouro lhe fizesse um attaque terrorista era capaz de pôr em questão as suas assumpções.

Conclui-se que as auctoridades estão a dormir. A nação e a christandade estão desprotegidas.

Islamophobia

A islamophobia é um dos peccados modernos. Islamophobia: o medo do Islão. Ser islamophobo é criticavel ao mesmo titulo que, digamos, ser pedophilo ou assassino.

Tendo em conta que o Islão apela ao jihad e à imposição da Sharia, e que se verifica um sem fim de violencias e attentados no mundo islamico, o que é supposto, por parte dos christãos, fazer? Abbraçar aquelles que nos mactam? Não ter medo daquelles que nos destroem?

Até onde chega a cretinice!