domingo, 13 de dezembro de 2009

Procura-se: Liberal

Procura-se:

Alguém, na casa dos 50 ou 60 anos, que tenha defendido consistentemente a liberdade ao longo da sua vida. Alguém que tenha resistido ao regime anterior, nomeadamente que não tenha andado a matar pretos em Àfrica. Alguém que, no 25 de Abril, não se tenha enamorado parvamente de maoístas, marxistas, e sociais-democratas. Alguém que não tenha aproveitado o 25 de Abril para entrar para a classe política, a coberto da defesa da liberdade das pessoas. Alguém que não tenha aproveitado os últimos 35 anos de social-democracia para subir na hierarquia do estado, ou dele retirar vantagens económicas. Alguém que não tenha sido um funcionário público parasita, lambe-botas do poder central, mas que pelo contrário tenha tido actividade produtiva (como trabalhador ou empresário). Alguém que não passe os seus últimos anos ociosamente a viver do sistema de reformas, à custa dos mais novos. Alguém que tenha sido inimigo do regime anterior, e do actual. Alguém, em suma, que tenha sido um inimigo do estado, um homem de princípios, e que nunca se tenha vendido.

Oferece-se:

Todo o respeito que uma pessoa pode ter, em tempos de grande mediocridade, por um indivíduo raro e excepcional.