sábado, 23 de janeiro de 2010

Portugal Esmagado

Eis uma lista, que não pretende ser exaustiva, dos tributos que pagamos aos nossos senhores. Provavelmente ninguém sabe ao certo quantos existem no total, de tantos que são.

1) IVA-imposto sobre o valor acrescentado

2) IRS-imposto sobre o rendimento das pessoas singulares

3) IRC-imposto sobre o rendimento das pessoas colectivas

4) IMI-imposto municipal sobre imóveis

5) IMT-imposto municipal sobre as transmissões onerosas de imóveis

6) IS-imposto do selo (ele próprio um conjunto de taxas sobre diversas transacções diferentes)

7) ISV-imposto sobre veículos

8) IUC-imposto único de circulação

9) IEC-imposto especial sobre consumo

Incluí:

a) IABA-imposto sobre o álcool e as bebidas alcóolicas

b) ISP-imposto sobre produtos petrolíferos e energéticos

c) IT-imposto sobre o tabaco

10) CE-contribuição especial

11) Contribuições para a Segurança Social
a) Do trabalhador

b) Da entidade empregadora
12) Um sem fim de taxas e licenças (só o índice da lista de taxas da câmara de Lisboa tem mais de noventa artigos!)

13) Impostos parafiscais, por exemplo na actividade seguradora, ou na actividade vinícola

Não obstante esta lista impressionante, consegue-se encontrar por aí muito tótó que pensa viver num país livre. Como se uma pessoa obrigada ao longo de toda a sua vida a entregar a sua propriedade a extorsionistas fosse substancialmente diferente dum escravo. Sem contar que os nossos soberanos usam estes meios que nos extorquem não só para o seu bem-estar material, como também para nos dizer a toda a hora como viver as nossas vidas.

Oxalá chegue depressa a hora de se derramar o sangue dos nossos opressores. Quando deixaremos nós de ser umas ovelhas reles e amorfas?

Viva a Liberdade!

Já agora, eis o tratamento que se deve dar a parasitas arrogantes: