sábado, 10 de abril de 2010

A Caça Ao Homem

Pelo Filipe Abrantes, no Insurgente, 10 de Abril 2010.

Esta perseguição ao Papa, uma verdadeira caça ao homem, não tem motivações genuínas. Os meios de comunicação social progressistas (quase todos) apresentam todos os dias “novos casos”, uns mais “chocantes” do que os outros. É, no mínimo, muito estranho que de repente tantos casos surjam. Durante meses e meses nada se falou, mas ultimamente é todos os dias, o que aponta para uma conjugação de esforços no sentido de atacar a Igreja Católica e, em particular, de encurralar o Papa (que peça desculpa por tudo e por nada, que resigne… enfim, só lhes falta exigirem ao Papa que se humilhe com vergastadas em praça pública em jeito de redenção).

Os ataques não são genuínos porque os seus autores não estão minimamente preocupados com as vítimas dos pedófilos. Sabe-se que os media de esquerda (quase todos, repito) não se importam com a pedofilia e com pedófilos à solta, como o prova o caso da Casa Pia. Esta gente pretende apenas atacar um dos seus alvos de sempre, a Igreja. Agora é este tema, como podia ser qualquer outro (condenação do uso do preservativo, defesa da vida humana antes das 10 semanas, denúncia da imoralidade da homossexualidade e da destruição social que provoca, etc.). Não são para levar a sério. É mais uma luta ideológica dos imorais.