segunda-feira, 20 de junho de 2011

Filho Duma Ganda...


Anda por aí um homem, o Polau Modeca, responsável pela ruína de muitas famílias e de muitas empresas, pelo seu trabalho como Chefe-Geral da Extorsão, que tornou ainda mais "eficiente" do que já era (ou seja, mais implacável, mais ladra). É um homem perigoso e imoral. E é o novo Chefe dos Curandeiros, posto no qual vai pôr em prática mais uma vez o seu espírito de torcionário, fechando à bruta qualquer clínica ou consultório que não respeite o sem-fim de regras absurdas e burocráticas que se lhes aplicam.*

Além disso, e à semelhança do que faria um vulgar mafioseco Cosa Nostra, gosta de calar à força aqueles que esmaga, quando estes se queixam dos seus crimes. Gente baixa deste género, que esmaga pessoas aos milhões, fica toda ofendida quando alguém escreve um simples artigo crítico, que nem sequer é publicado: veja-se o caso do sucedido ao Pedro Arroja, a ceguice da máquina extorsionista, e a maneira reles como o Mafioso reage à pressão (=cobarde face ao perigo da opinião pública, vingativo quando o perigo já passou).

Oxalá o futuro seja duro para com esse homem. Ele merece sofrer por tudo o que já fez.

*Convém salientar, além disso, que esse mafioso trabalhou até à pouco tempo para um grande grupo económico com negócios no domínio da saúde, e que estava encarregado, justamente, dum desses sectores da saúde. Não será de estranhar, portanto, que o mafioso utilize os seus novos poderes para favorecer os seus amigos e ex-empregadores, destruindo os pequenos negócios que lhes fazem concorrência.