sábado, 22 de outubro de 2016

Mulher Sem Dono, Barco À Deriva

O facto de milhõe de africanos se moverem em direcção à Europa, apesar dos perigos mortaes que enfrentam no Sahara e no Mediterraneo, é um bello manguito aos discursos da Esquerda. Mostra bem que o africano ficou com saudades do colono, do descobridor, do administrador, do explorador, do escravagista e do cruzado.

É tempo de voltar a Africa e de exmagar impiedosamente, de espada na mão, todas as estupidas e immoraes tradições, practicas, mentalidades e heresias que deixam o africano na animalidade. O branco e o christão teem que assumir e manter com virilidade a sua posição de auctoridade sobre os povos inferiores.

Ja faltou mais.