segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Palerma


Polaquices


Os polacos formam um pequeno povo entre dois gigantes: a Allemanha e a Russia. Em vez de promoverem boas relações com os seus vizinhos directos, vão ao poncto de hostilizal-os, confiando para a sua segurança em alliados distantes que na hora da afflicção os abandonarão.

Estão condenados a apprender uma segunda lingua.

domingo, 22 de janeiro de 2017

O Povo e a Corte

A relação de Africa com a Europa é a do povo com a corte. Pequenos erros moraes e intellectuaes na corte reflectem-se por grandes calamidades no povo. E o chaos só chega à capital depois do campo estar a ferro e fogo.

É pelo facto do mundo branco estar impuro que Africa, por natureza receptiva, está uma desgraça. Por isso mesmo, o renascer da Europa e da Christandade trará a salvação a Africa.

O Demagogo e o Propheta

O Demagogo diz ao povo o que quer ouvir. O Propheta diz-lhe o que precisa de ouvir.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Levantar o Padrão


Da ultima vez que os portuguezes estiveram em Africa, permaneceram mais de quinhentos annos. Da proxima vez que para lá forem, ficarão por mil annos... Se Deus quizer. 

domingo, 15 de janeiro de 2017

Colonização, Descolonização e Recolonização

A Historia ha-de ver a descolonização como um episodio tragico entre duas edades de ouro. Um simples tempo de penitencia.

Terra de Bandidos

O Brazil é uma selva. Emquanto os portuguezes não puzerem mãos na sua obra, pela manha e pela espada, a bandidagem reinará.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

A Grande Magoa de Portugal

A vergonha do abandono e da traição de Africa.

As Asturias de Africa


Preto Bonito


O Triumpho dos Coptas


Mais tarde ou mais cedo, o Egypto entrará em guerra civil. Os islamistas das forças armadas insurgir-se-ão e conquistarão uma grande parte do paiz. À medida que forem avançando, submetterão as populações musulmanas, e expulsarão os christãos, que tenderão a concentrar-se no Egypto legitimista.

A dada altura, os christãos tornar-se-ão maioritarios face aos musulmanos sob a auctoridade do Estado do Egypto. Reaffirmarão a sua Fé a nivel politico e militar, expulsando as populações islamicas, e travando os insurrectos djihadistas.

Os christãos vão herdar o Egypto. Apoz mais de um millenio sob o jugo mahometano, conquistarão o poder, e alcançarão a segurança.

Viva a Guerra Civil!

Ajudar Africa

Em Africa, não se deve dar, deve-se mandar.

Sarmatia

Ucrania + Novarussia + Crimeia

domingo, 8 de janeiro de 2017

Combattente da Liberdade

No seculo XX, um grande portuguez combatteu o terrorismo, o racismo e o totalitarismo em varios continentes.

Este homem chama-se Antonio de Oliveira Salazar.

Spinola: Palerma

O General Spinola foi um dos principaes responsaveis das tragedias do 25 de Abril 1974. Numa primeira phase, e como o explicou o Dr. Marcello Caetano nas suas memorias do exilio, subverteu a auctoridade à qual tinha prestado juramento - o Estado Novo. Depois disso, assumiu a chefia do Estado no seguimento immediato do golpe de Estado. Finalmente abandonou e trahiu todos os cidadãos e soldados do Ultramar, com os quaes e pelos quaes tinha luctado, assinando os decretos de entrega das provincias ultramarinas às organizações terroristas que lhes tinham travado guerra.

Feito isso, consagrou as suas energias a combatter - inclusivamente atravez dum de golpe de Estado falhado - os radicalismos de Esquerda que a sua idiotice e immoralidade tinham libertado, o que seria de prever para qualquer homem com conhecimento dos phenomenos revolucionarios. Quando os filhos mactam o pae, os irmãos acabam por se combatter...

Ou seja, esse malabarista sem convicções revoltou-se não contra um, mas sim contra dois regimes que tinha por obrigação proteger! E nas duas instancias de forma illegal e violenta, correndo o risco de provocar guerras civis. Um militar revolucionario que virou do lado da reacção, portanto. O que talvez pudesse ser considerado como uma honrosa tentativa de corrigir os erros passados, e de salvar o paiz, se não estivesse associado à procura do poder pessoal.

Esse homem deve ser considerado como um ambicioso sem cabeça, e pouco mais.

Maldicto bandido italiano.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Dérapons!




Multinacionalismo

O estado-nação não tem futuro. Um imperio só pode ser travado por um contra-imperio. Face às aggressões das grandes nações, os povos mais fracos precisam de se unir, procurando encontrar os difficeis equilibrios que taes uniões requerem.

Vergar a Nuca

Das varias provincias africanas de Portugal, Angola era a joia da coroa. Com a descolonização e a independencia, tornou-se orgulhosa e arrogante. A guerra só acabará no dia em que Angola se reconhecer como filha de Portugal.

India

Paquistão + Bangladeche + Ceylão + Nepal + Butão + Maldivas