segunda-feira, 15 de maio de 2017

Um Campo de Lavoura

É um erro, da parte dos christãos, ver o mundo islamico como um bloco immutavel e impermeavel à Cruz. Na verdade, o coração e a consciencia do musulmano são um campo de lavoura, trabalhado pelas forças do Bem e do Mal. O mouro está em duvida e em soffrimento interior.

Os musulmanos teem uma fé exhibicionista e “horizontal”, que se impõe muito fortemente à sociedade com todo um conjunto de regras picuinhas e suffocantes. Os christãos, observando-os e comparando-os com as suas sociedades apparentemente desprovidas de fé, podem ser temptados pelo desespero, cahindo no erro de se deixar intimidar. Mas na verdade, no mundo islamico, só uma pequena minoria intensa e violenta tem uma fé forte. É esta minoria que leva sociedades inteiras para o crime e para a perdição, e é ella que basta destruir para vencer.

Ha da parte dos christãos uma lucta a travar face às investidas do Islão. Uma lucta espiritual, antes de mais nada e principalmente, apesar das suas manifestações exteriores violentas. O christão só pode vencer o Islão e salvar os mahometanos da desgraça, tendo mais fé do que estes. É a fé que move a espada.

Ahi está a virtude do mouro: desafia o mundo para a fé.