quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Reformas

O systema de reformas portuguez não tem futuro. Faz depender os velhos dos mais novos. Mas é um facto demographico que não ha jovens. Ja ha varias decadas que a população não se renova. As taxas de natalidade são muito baixas: menos de dois filhos por mulher. Tem-se portanto uma pyramide etaria invertida.

O que vae succeder é que os governos vão progressivamente renegar as suas dividas aos reformados. Primeiro, aumentando a edade da reforma. E finalmente cortanto nas pensões de reforma.

Convem, nestas circunstancias, para os mais velhos, ficarem na força de trabalho o mais tempo possivel. Para contrariarem o decrescimo de rendimentos que a entrada na reforma significa.