segunda-feira, 16 de abril de 2018

Systema de Reformas

O systema de reformas que vigora em Portugal é immoral e economicamente nefasto.

É immoral porque coercivo: força os mais novos a sustentar a preguiça e inactividade dos mais velhos, pelo imposto.

E é nefasto, porque é, em termos economicos, um puro consumo: as receitas do imposto são immediatamente usadas com as pensões correntes.

Um systema justo seria um systema de poupança voluntaria, ao longo da vida. Este systema teria a vantagem de usar em investimento os fundos poupados, atravez do systema bancario. Seria portanto um meio de crescimento economico.

Alem disso, constata-se que um systema coercivo de reformas é um desincentivo à natalidade. As pessoas, sabendo que serão supportadas pela sociedade, deixam de fazer filhos como meio de se precaverem contra os males da velhice. Já pelo contrario se estivessem por sua conta passariam a ter mais filhos.

O systema de reformas actual merecia ser abolido, regressando-se a um regime de voluntariado.